You are here

Demanda insatisfeita de planejamento familiar

América Latina e Caribe (24 países): Necessidades insatisfeitas em matéria de planejamento familiar, último período disponível (Em porcentagens)
Porcentagem de mulheres férteis, ativas sexualmente, que informam não desejarem mais filhos ou desejarem postergar a próxima gravidez e que não usam nenhum método anticoncepcional. O conceito de demanda insatisfeita de planejamento familiar alude à brecha entre as intenções reprodutivas da mulher e seu comportamento anticoncepcional. Para o monitoramento dos ODS, a demanda insatisfeita se expressa como uma porcentagem baseada nas mulheres que estão casadas ou em união consensual.

Análise

A demanda insatisfeita de planejamento familiar vem diminuindo nas últimas décadas na maioria dos países, o que se expressa na queda da média regional de 17,2% em 1990 a 10,6% em 2013.

Haiti encabeça a lista de países com maior demanda insatisfeita de planejamento familiar, com uma taxa de 35,3% – o que significa que quase quatro entre cada dez mulheres não têm acesso a métodos anticoncepcionais. Também apresentam altos níveis de demanda insatisfeita Guiana, com 28,5%; Guatemala, com 20,8%; Bolívia (Estado Plurinacional da), com 20,1% e Honduras, com 16,8%. Somente 9 entre os países da região com dados disponíveis possuem uma taxa de demanda insatisfeita de planejamento familiar menor que 10%.