You are here

Feminicídio ou femicídio

América Latina, Caribe e Espanha (24 países): Feminicídio ou femicídio, último dado disponível (Em números absolutos e taxas por cada 100 mil mulheres)
Corresponde à quantificação anual de homicídios de mulheres de 15 anos de idade e mais, assassinadas por razões de gênero. Se expressa em números absolutos e em taxas por cada 100 mil mulheres. De acordo com as legislações nacionais, se denomina femicídio, feminicídio ou homicídio agravado por razões de gênero.

Análise

A informação oficial para 19 países da América Latina e Caribe mostra um total de 2.559 mulheres vítimas de feminicidio em 2017.  Quando somados os dados de outros 4 países da região, que apenas registram os casos de feminicídio cometidos pelo  companheiro ou ex-companheiro da vítima, esta cifra ascende a 2.795 mulheres assassinadas por razões de gênero em 2017.
Os dados de 2016 e 2017 mostram que El Salvador (10.2), Honduras (5.8), Belize (4.8), Trinidad e Tobago (3.0), Guatemala (2.6) e República Dominicana (2.2) são os países com maior prevalência de feminicidios na região. 
Na América do Sul, as maiores prevalências se observam na Bolívia e no Paraguai, com taxas de 2.0 e 1.6 por cada 100.000 mulheres.